Várzea Grande:prefeito implanta Gabinete de Gestão Integrada para fortalecer combate a criminalidade


Fonte:sonoticias

O Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) está sendo criado com a finalidade principal de reduzir os índices de criminalidade e violência na segunda maior cidade de Mato Grosso, principalmente de crimes contra mulheres, idosos e crianças. Além da prefeitura, polícias, bombeiros também participam o Departamento de Trânsito de Mato Grosso, – Câmara de Dirigentes Lojistas, Associação Comercial e Industrial de Várzea Grande e Câmara Municipal. A primeira reunião de trabalho, com apresentação de dados e de demandas, será dia 19.

O prefeito Kalil Baracat expôs que o comitê será uma uma ferramenta de enfrentamento à violência, com propostas e ações que de fato, tenham resultado e “que as decisões do Gabinete deverão ser tomadas por consenso, em regime de mútua cooperação e sem hierarquia, não cabendo a nenhum de seus integrantes a função de determinar ou decidir qualquer medida, respeitando-se as autonomias institucionais dos órgãos que o representam”.

Entre as principais competências do GGI-M estão a de fomentar ações objetivando a elaboração ou atualização do Plano Municipal de Segurança Pública, estabelecer diretrizes e prioridades para implantação do Plano Municipal de Segurança Pública dos programas e ações integradas de segurança, em conjunto com organismos municipais, estaduais, distrital, federais e sociedade civil, tornar mais ágil e eficaz a comunicação entre os órgãos que integram o GGI-M, e definir indicadores que possam medir a eficácia das ações do gabinete e eficiência dos sistemas de segurança.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos, enalteceu a iniciativa da prefeitura pelo “especialmente em um momento do país onde muito se discute segurança pública”. “Há uma união de esforços para a solução e muitas delas, tomadas em consenso, se mostram saídas simples, de fácil execução e cheias de resultados”.

A coordenadora do Gabinete de Gestão Integrada do Estado, major Monalisa Furlan, adiantou que o principal diferencial desse núcleo de ações é que ele é um “canal de interlocução permanente para debater e propor ações de combate à violência de forma horizontalizada, ou seja, colegiada, sem hierarquia”. Como completou: “é um observatório da segurança municipal”. A major lembrou que Várzea Grande é uma antiga parceira de ações integradas entre as Forças de Segurança, e citou como exemplo as operações da ‘Lei Seca’, feitas pelo Estado e município, por meio da atuação da Guarda Municipal.

O GGI-M será composto pelo prefeito, que o presidirá, secretário municipal de Governo, procuradoria-Geral do município, secretário municipal de Defesa Social, representantes da Guarda Municipal, Polícia Militar, da Polícia Civil, Bombeiros, Politec, Ciretran, secretaria estadual de Segurança, Polícia Rodoviária Federal, Conseg, da associação de moradores de bairro, um representante da Associação Comercial e Industrial de Várzea Grande (Acivag), outro da Câmara de Dirigentes Lojistas.

Estão em funcionamento unidades de GGI Municipal em Cáceres, Sorriso e Campo Novo do Parecis.

0 comentário