Projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” deve inspirar outros municípios de MT


Fonte:AL/MT

“Muito feliz com o resultado obtido pelo Projeto do Instituto Inca”. Assim definiu o deputado Estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), se referindo ao resultado do Projeto “Quintal da Cultura Popular Cuiabana”, realizado pelo Instituto INCA - Inclusão, Cidadania e Ação, em Cuiabá.

Com aporte financeiro, através de emenda parlamentar, deputado Dilmar Dal Bosco destinou R$ 400 mil, para que o Instituto INCA elaborasse o projeto e realizasse, através da confecção de um inventário, os Quintais existentes na capital do estado, valorizando e preservando a identidade, memória e o patrimônio histórico dos Quintais cuiabanos.

Dilmar Dal Bosco explicou que a ideia do Instituto INCA foi aproximar a juventude e também inserir a tecnologia, justamente para que os jovens possam se interessar e gerar renda com esse saber. “Acreditei nesse Projeto do Instituto Inca, que é encabeçado pela minha amiga, Cybele Bussiki, sabendo que os quintais cuiabanos precisam de maior atenção, tanto na preservação da memória, quanto na valorização. Desta forma, a catalogação e identificação, através do trabalho do Instituto INCA, para que esse relatório possa ser concluído, é fundamental para que possamos saber sobre a identidade cultural na capital do estado. A partir disso, o Instituto Inca pode estar desenvolvendo um trabalho, também, para o interior, que possui diversos Quintais espalhados pelos 141 municípios de MT”, disse o parlamentar.

O projeto “Quintal da Cultura Popular Cuiabana” quer fazer com que a sociedade passe a entender o que é identidade, memória e patrimônio histórico e cultural. “Um projeto fantástico, que envolveu diversas pessoas e seguimentos aqui em Cuiabá, através deste mapeamento, que será diagnosticado e inventariado pelos profissionais do Instituto INCA, inicialmente, com 10 quintais, que buscam a preservação da cultura cuiabana. Acredito que poderemos estender, em parceria com o governo do estado, para todos os 141 municípios de Mato Grosso, essa catalogação, com registro jornalístico, feito por diversos meios de comunicação e eu não posso deixar de citar a grande parceria com a TV e Rádio Assembleia. O INCA vai produzir um e-book que será fundamental para que mais patrimônios culturais no estado sejam preservados e, culturalmente, possamos desenvolver atividades e politicas públicas para o fortalecimento e memória dos diversos tipos de quintais que Mato Grosso possui” finalizou Dilmar Dal Bosco.

0 comentário