Projeto de lei propõe campanha de inclusão digital à pessoa idosa


FONTE:ALMT

Mais de 11% da população estadual tem mais de 60 anos, o equivalente a cerca de 300 mil pessoas. Com a proposta de beneficiar essa parcela da população, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) apresentou o Projeto de Lei 980/2021 que institui de maneira permanente a Campanha de Inclusão Digital à Pessoa Idosa.

“Se a gente considerar pessoas como eu, a partir dos 70 anos, somos mais de 160 mil cidadãos, que ao contrário das novas gerações, têm certa dificuldade ou muita dificuldade em usar as novas tecnologias e muitas vezes se torna alvo de golpes e estelionatários”, justificou o parlamentar.

A campanha visa prioritariamente capacitar a pessoa idosa a partir de oficinas de inclusão digital para o uso das novas tecnologias da informação e ainda incentivar programas voluntários que fortaleçam a conexão das pessoas de diferentes gerações, gêneros e culturas.

“O filósofo francês Pierre Lévy dizia que ‘toda nova tecnologia cria seus excluídos’, em face desta realidade, que muitas vezes se mostra cruel, de exclusão, solidão e medo, queremos atuar de maneira preventiva, promovendo mais conhecimento e interação social, porque assim vamos gerar maior senso de pertencimento aos idosos”.

Uma pesquisa realizada pelo Sesc São Paulo e pela Fundação Perseu Abramo mostra que os idosos no Brasil se sentem excluídos do mundo digital. A pesquisa consultou, entre 25 de janeiro e 2 de março de 2020, mais de 2,3 mil pessoas com mais de 60 anos, nas cinco regiões do país.

“A grande maioria dos idosos, embora tenha acesso à internet, raramente faz uso efetivo, menos de 20% segundo a pesquisa, que também mostrou que mais de 70% nunca utilizou um aplicativo no celular e 62% nunca usou as redes sociais, portanto, é realmente importante rever este cenário”.

Para Dr. Gimenez, a dificuldade para o acesso dos idosos à internet impede o exercício pleno da cidadania na era da informação, além de tornar os idosos um alvo fácil de criminosos. “A integração ao mundo virtual é um direito essencial assegurado pelo Estatuto do Idoso, precisamos nos engajar a esta causa”, defende o parlamentar.

0 comentário