Produtores rurais enfrentam prejuízos e suspendem atividades por quedas de energia em comunidade


fonte:G1

Produtores rurais enfrentam prejuízos com as quedas de energia elétrica na comunidade rural São José da Vista Alegre, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Alguns deles precisaram suspender as atividades por não ter como trabalhar sem luz.

Segundo os moradores, as quedas têm sido frequentes e eles chegam a ficar dias no escuro. O comerciante rural Aroldo Rodrigues é um deles. Ele tem uma mercearia na comunidade. Quando falta energia, não dá para refrigerar os produtos. Para os produtores de frango, o prejuízo é ainda maior. Luzia Aparecida, produtora de frango, conta que a falta de energia já trouxe muitas dificuldades para o aviário da família. Durante a pandemia, ela até parou de produzir e agora está com medo de investir novamente.

O produtor de leite Plínio da Silva Lula Filho também relata as dificuldades. Na semana que ficou sem energia, parte da ordenha teve que ser feita à mão e o armazenamento foi comprometido. Sem energia, nem mesmo o triturador que processa o alimento do gado pôde ser utilizado.

Agora os pequenos produtores da região esperam por respostas e uma solução.

No primeiro contato com os números das unidades consumidoras, a Energisa respondeu por nota que não tem, atualmente, reclamações abertas na região.

"No entanto, a empresa afirma que em abril registrou interrupções no fornecimento, mas que o trabalho de manutenção foi prejudicado porque as propriedades privadas tinham claros avisos da não permissão de entrada, sem haver no local quem permitisse esse acesso das equipes. Neste casos, por segurança, os colaboradores são orientados a reportar o problema para que o atendimento faça contato com os clientes, solicitando a entrada nas áreas rurais. Por isso, o tempo para retomada da energia foi maior", diz a concessionária.


0 comentário