Pedra 90 ganha nova biblioteca


FONTE:AL.MT

O deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), participou na noite de sábado (14), da inauguração da Biblioteca Comunitária, construída pelo Instituto Casarão das Artes, no bairro Pedra 90, em Cuiabá. Batista destacou suas ações em prol de melhorias para o local, além da destinação de emendas parlamentares que visam fomentar a cultura mato-grossense.

Na solenidade, o parlamentar ressaltou o incentivo às práticas das culturas regionais, como forma de promover o ensino e a aprendizagem de crianças, jovens e adultos.

“Sou natural da cidade de Belém de São Francisco, em Pernambuco, e desde que cheguei em Mato Grosso prezo pela valorização e fomento cultural. Acredito que a cultura tem o objetivo de proporcionar interação, estudos e lazer à população, evitando o caminho da criminalidade. Esperamos que este espaço de leitura, seja um lugar que agregue, estimulando a aprendizagem tanto para os adultos, quanto para as nossas crianças”, disse João Batista.

Vini Hoffmann, ator e produtor cultural, além de ser um dos idealizadores e fundadores do Casarão das Artes, explicou que a biblioteca comunitária é a primeira unidade instalada na região e o espaço foi construído graças aos auxílios recebidos, como uma emenda parlamentar do deputado João Batista.

“A nossa proposta é tornar este um espaço um atrativo a mais para toda comunidade, que faz parte de uma região periférica da capital. Queremos que além de ser um espaço artístico e cultural, este seja um espaço estimulador de boas práticas de ensino e que as pessoas tomem gosto pela leitura”, frisou.

De acordo com Hoffmann, o acervo da Biblioteca e Ponto de Leitura do Casarão das Artes, conta com obras da literatura em geral entre outros livros de autores regionais.

“Temos obras clássicas e obras da categoria de massa, mas a nossa finalidade é valorizar a cultura do nosso Estado, por isso, muitos dos nossos livros são de autores regionais”, explicou.

O produtor cultural contou ainda que tem o objetivo de transformar o espaço em um centro de interação cultural, promovendo as artes já ensinadas, agregando outras atividades realizadas no Casarão.

“Além de um espaço educativo, este será considerado um projeto recreativo, no qual os participantes terão mais uma opção de lazer e entretenimento, já que a leitura possibilita, além do aprendizado, o prazer da imaginação”, concluiu o ator.

0 visualização0 comentário