MT tem a 2ª maior taxa de ocupação nas UTIs para a Covid-19, diz Fiocruz


Fonte : G1

O Boletim Infogripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nessa sexta-feira (21), aponta que Mato Grosso é o segundo estado com a maior taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com Covid-19. A taxa chegou a 84% e só perde para Pernambuco, com 86%.

De acordo com a Fiocruz, o crescimento nas taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) é atribuído à proliferação ampla e rápida da variante ômicron no país. As taxas de ocupação, de forma geral, pioraram. Cinco estados que estavam fora da zona de alerta, voltaram para a zona intermediária - taxas iguais ou superiores a 60% e inferiores a 80%.

Mato Grosso, Espírito Santo e Goiás se juntaram a Pernambuco na zona de alerta crítico - taxas iguais ou superiores a 80%. Doze estados permaneceram fora da zona de alerta.

Os quatro estados que se encontram na zona de alerta crítico são Pernambuco (86%), Mato Grosso (84%), Goiás (81%) e Espírito Santo (80%).

Entre as capitais, Cuiabá, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Recife estão na zona de alerta crítico.

Segundo a Fiocruz é necessário avançar na vacinação, fortalecer a rede básica de saúde para controlar a disseminação da Covid-19 com a obrigatoriedade de uso de máscaras e de passaporte vacinal em locais públicos.

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

Mato Grosso tem a maior taxa de incidência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) do país, segundo o boletim. O índice é de 13,5 para cada 100 mil habitantes, considerado extremamente alto. O estudo analisa as duas primeiras semanas de 2022.

No ranking, depois de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul aparece na segunda posição com índice de 13,0. Em terceiro lugar, Distrito Federal, com 12,8 e Sergipe, com 11,2. Esses estados também possuem índices considerados extremamente altos.

Já as unidades federativas que possuem índices considerados muito altos são: São Paulo, Minas Gerais, Alagoas, Paraná, Acre, Ceará, Bahia, Roraima, Tocantins, Santa Catarina, Pernambuco, Espírito Santo, Goiás e Amapá.

Recorde diário de casos

Mato Grosso registrou novo recorde de casos diários de Covid, nessa sexta-feira (21). Foram mais de 4 mil casos e 16 mortes, entre quinta-feira (20) e sexta-feira, de acordo com dados do painel da Secretaria Estadual de Saúde.

Foram confirmados 4.767 novos casos da doença, desde o início da pandemia.

O total de óbitos pelo coronavírus no estado está em 14.179. Mais de 5.555 pessoas estão curadas.



O número de leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) subiu para 224 no estado. Desse total, 77,71% estão ocupados. São 45 leitos disponíveis para atender todo o estado.

0 comentário