Motorista é indiciado por cinco crimes após causar a morte de duas pessoas ao dirigir na contramão


fonte:G1

O investigado que causou a morte de uma diarista e um motorista por aplicativo em um acidente na Avenida Filinto Muller, em Várzea Grande (MT), no dia 8 deste mês, foi indiciado por cinco crimes, segundo a Polícia Civil. O homem dirigia embriagado e na contramão quando bateu de frente com outro veículo em que estavam as vítimas.

De acordo com a polícia, a Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) indiciou o motorista no dia 18 deste mês.

Ele foi indiciado por homicídio doloso por duas vezes, lesão corporal dolosa por duas vezes, omissão de socorro, fuga de local e embriaguez ao volante.

Segundo a polícia, somadas, as penas podem chegar a até 47 anos de prisão.

Devido a não conclusão dos laudos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), foi solicitada a dilação de prazo ao Poder Judiciário, ou seja, um prazo extra para a conclusão do inquérito policia.

A diarista Marcelene Lucia da Silva Pereira, de 39 anos, e o motorista por aplicativo Igor Rafael dos Santos, de 22 anos, morreram em um acidente de trânsito, no dia 8 deste mês. A filha da diarista, de 5 anos, também estava no veículo e sobreviveu.

Após o acidente, a menina foi encaminhada ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande.

Um carro em alta velocidade atravessou a pista na contramão e bateu de frente com o veículo em que a mãe, Igor e a filha estavam.

O motorista do outro veículo foi preso e não teve direito à fiança.


Colegas de Igor fizeram um cortejo até o Cemitério Municipal Souza Lima, na comunidade Bonsucesso, em Várzea Grande (MT). A categoria se organizou para apoiar a família e pedir justiça pela morte do motorista por aplicativo.

Cerca de 300 veículos acompanharam o cortejo.

Igor deixou dois filhos.



0 comentário