Governo de MT quer criar parques industriais em presídios para detentos trabalharem


Fonte: G1

O governo enviou um ofício à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) nesta quarta-feira (3) para pedir aprovação para a criação de parques tecnológicos dentro dos presídios do estado. A abertura desses parques daria oportunidades de trabalho aos detentos do regime semiaberto e regime fechado.

De acordo com o deputado estadual João Batista (Pros), que preside a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da AL, um dos locais previstos para a instalação do parque é a Penitenciária Central do Estado (PCE). "Temos condições suficientes de colocar de 400 a 500 presos trabalhando. Preso tem que trabalhar e devolver para a sociedade o prejuízo que ele deu", disse. Conforme o projeto, o governo deverá construir uma área reservada dentro dos presídios, onde as empresas vão se instalar e contratar a mão de obra dos presos. As empresas responsáveis pela administração dos parques também deverão oferecer cursos de qualificação profissional. Os presos devem receber um salário pelo trabalho e até mesmo reduzir a pena. Segundo o deputado, o detento também poderá ser contratado pela empresa após o cumprimento da pena. Nesta quarta-feira, o governo se reuniu com empresários interessados no projeto e, segundo João Batista, o estado deve tentar uma dispensa de licitação para agilizar o processo burocrático, no entanto, para o projeto entrar em prática, é necessária a aprovação dos deputados na ALMT.

0 comentário