Em ação contra bacharel em direito, vítima alega golpe de R$ 16 milhões em MT; suspeito sumiu


fonte:G1

O bacharel em direito Samir de Matos é alvo de uma nova ação judicial a partir da denúncia de uma vítima que alega ter tido prejuízo de R$ 16 milhões por aplicações financeiras. Ele é investigado por aplicar golpes financeiros milionários em irmãos da maçonaria. O número de vítimas passaria de 70, segundo a polícia.

Desde o início das investigações, o g1 tenta entrar em contato com Samir, mas o telefone dele está desligado. A reportagem também não localizou a defesa dele. O juiz Yale Sabo Mendes , da 7ª Vara Cível de Cuiabá, determinou na quarta-feira (20) o bloqueio de bens e imóveis de Samir até que ele apareça e preste as devidas explicações e reparações às vítimas. As aplicações aconteceram desde 21 de novembro de 2018 e também em 27 de junho de 2019. A vítima se deu conta do prejuízo quando ele sumiu da cidade neste ano e não retornou com o valor investido, conforme era o combinado.

Outro integrante na operação também foi denunciado.

A Justiça bloqueou um imóvel rural em nome da mãe de Samir. Ela não pode transferir a propriedade e deve apresentar uma certidão atualizada no prazo de cinco dias sob pena de multa de R$ 1 mil por dia, de acordo com a decisão judicial.

Samir ainda teve três imóveis bloqueados, dois em condomínios no Florais da Mata e no Esmeralda, e um apartamento no edifício Privilége avaliado em R$ 260 mil.

0 comentário