Cantor que morreu após cirurgia cerebral é enterrado ao som de música sertaneja


Fonte : G1

Amigos e familiares do cantor Daniel Frandolozo, de 19 anos, que morreu após cirurgia para retirada de tumor cerebral, fizeram uma homenagem a ele durante o velório, na quarta-feira (27), em Sinop, no norte do estado. Daniel Viola, como era conhecido, foi enterrado ao som de música sertaneja.

O jovem fazia vários shows pela cidade no estilo moda de viola. No entanto, teve o diagnóstico do tumor confirmado em maio deste ano e, cerca de três meses depois, passou a se comunicar apenas com gestos. "Ele respirava música. Amava moda de viola. Vivia pra cantar e tocar. Era tão querido que conquistou intensamente crianças, adultos e idosos, pessoas de todas as idades, crenças. Para ele, todos eram iguais e ele tratava a todos da mesma maneira", contou. Daniel morreu na segunda-feira (25) e o corpo foi velado na quarta, no Cemitério Municipal de Sinop. Durante as últimas homenagens, os amigos do cantor tocaram modas de viola e cantaram 'Comitiva Esperança', de Almir Sater.

Segundo a irmã do jovem, Danieli Frandolozo, após a confirmação do tumor, um amigo chegou a fazer uma vaquinha online para custear uma cirurgia de remoção do tumor, mas o caso se agravou.

A família estava aguardando o quadro clínico do jovem melhorar para realizar uma nova cirurgia e retirar o restante do tumor, no entanto, o câncer se espalhou de forma rápida nos dois últimos meses.

Daniel foi internado e chegou a ficar em coma, mas não conseguiu se recuperar para realizar a segunda cirurgia e morreu.

Nas redes sociais, família e os amigos prestaram homenagem à Daniel.




0 comentário