ALMT lamenta morte do servidor Jaime Figueiredo


FONTE:AL.MT/GOV

O servidor da Assembleia Legislativa Jaime Figueiredo faleceu nesta quinta-feira (12), de covid-19, depois de permanecer internado por quase um mês em uma unidade terapia intensiva da capital. Jaime era fisioterapeuta e trabalhava na Supervisão de Qualidade de Vida (Qualivida) da Casa, desde 2015. Com o início da pandemia de covid-19, ele trabalhou na linha de frente auxiliando no atendimento aos servidores e posteriormente no centro de vacinação, instalado na sede do Legislativo pra atender a população. O presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi lamentou a morte do servidor. “Era uma pessoa de postura exemplar, uma pessoa sempre disposta a ajudar. Nos fará muita falta”, disse. Na ALMT o fisioterapeuta ajudou a por em prática vários projetos como o Viva Bem, Medida Certa, Blitz Postural, entre outros que visam garantir uma melhor rotina de trabalho e qualidade de vida. Atualmente ele atuava junto aos servidores com cuidados especiais, durante e após a infecção pelo vírus com fisioterapia respiratória. Cuiabano, Jaime cresceu nas ruas adjacentes à Igreja do Rosário, onde acontece a tradicional festa de São Benedito, uma região histórica da capital mato-grossense. Toda família mora nessa região. Além da fisioterapia, Jaime também era apaixonado por música e chegou a integrar bandas de rock de Mato Grosso como Strauss, Tribos da Capital e Linhas de Montagem. Ele tocava teclado, instrumento que aprendeu a dominar observando o pai, que também era músico. Jaime deixa a mãe e irmãos.



0 visualização0 comentário